As pastorinhas

E sempre que à noite me ia esperar ao caminho, a Jacinta trazia-me um lírio ou, na falta deste, outra flor qualquer. E era para ela uma festa chegar junto de mim, desfolhá-la e atirar-me com as pétalas.
in - Irmã Lúcia/1ª Memória,p. 38
Presente Galeria S. Miguel Fátima
Acrílico s/tela/técnica mista/50x40cm/Para venda

Nenhum comentário: